segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Meu console chegou (ou pq não postei nada desde sexta-feira)

Depois de um tempo de espera, o meu Xbox finalmente chegou. Fazia tempo que não ficava tão ansioso para que algo chegasse logo. Mesmo o último smartphone que comprei não estava na empolgação para sua chegada (estava mais com medo dele não vir e perder 500 temers/golpes para os China pilantra ou extraviar nos Correios).



Bem esse final de semana foi mais para experimentar o console e aprender a fuçar seus recursos. Apanhei um pouco no começo mas agora depois de 3 dias ficou algo bem simples e prático. Não tive problemas para entender o menu e onde acessar os recursos do aparelho, como por exemplo usar os gifs cards que vieram no aparelho (Live 15 dias e o Forza Horizon 3), o que matou foi a espera dos downloads já que minha internet não é tão boa quanto uma de alguém da capital (download de menos de 5mb/s na média), bem pelo menos consegui baixar aquele TrackMania que estava dando na Live rápido, para ter pelo menos algo para jogar.

Achei que teria dificuldades em me acostumar com o controle na mão, mas o seu uso me pareceu mais natural do que o uso do controle do Playstation. Joguei e zerei o Uncharted 4 no console na casa de um primo em 3 domingos, e mesmo no fim a pegada no controle me incomodava um pouco e vivia me perdendo em onde apertar. No Xbox já consegui uma melhor pegada e naturalidade na movimentação dos dedos pelo controle, apesar que ainda me confundo com o RB/RT e LB/LT que a nomeclatura não é tão óbvia que L1/L2 e R1/R2 do controle da Sony.

Ainda estou apanhando para aprender a sensibilidade dos direcionais, principalmente nesses jogos de corrida que exigem boa sensibilidade no uso para fazer boas curvas e cuidado para não derrapar na pista. Quero ver mesmo quando eu pegar os principais FPS da plataforma se vou ter essa dificuldade de mirar e atirar usando o controle da Microsoft. No controle da Sony apanhei muito para pegar uma boa mira decente (pelo menos contra as AI do jogo do Uncharted), acho que só mais para o final do jogo que conseguir ter uma boa consistência nos momentos de ação.

Como falei antes não consegui baixar muitos jogos nesse período de final de semana para experimentar uma maior variedade de games, só foram jogos de corrida que deu para jogar e o começo do Killer Instinct (peguei o 0800 da loja que parece ser apenas o "Modo campanha" do jogo). O TrackMania foi o que fique mais jogando antes de baixar os outros jogos e achei ele bem divertido e viciante, principalmente seu sistema de ranking (regional e mundial) que sempre te atiça a querer melhorar seu tempo no percurso e a conquistar o tempo Ouro.

O Forza Horizon 3 só joguei o comecinho mesmo e nesse tempo fica me assustando com o sistema de GPS do jogo me chamando pelo nome (que tinha na lista pré-estabelecida na hora de configurar). Esqueço que esse tipo de coisa é possível nos tempos de hoje. Antes de jogar o Forza eu vi alguns gameplays e sempre achava estranho o sistema de "retroceder" que permite você voltar alguns segundos no tempo para refazer o recurso que estava fazendo (ou errando) pois achava uma trapaça embutida dentro do jogo. Mas as poucas corridas que joguei eu entendi o porque dele existir: é muito difícil pegar o tempo de freada e curva, mesmo com o marcador no chão tu dá umas boas erradas de tempo. E entendi que o modo single é mais uma forma de treinamento para quando for jogar no online contra outras pessoas. Depois que fizer boa parte dos desafios do TrackMania pretendo voltar para o Forza com mais foco.

O Killer Instinct, pelo pouco que li sofreu muitas modificações desde seu lançamento em 2014 junto do Xbox. Adotou o sistema Free to Play, mas para ter acesso a todos os personagens você tem que pagar. Acho justo de certa forma, sendo de graça aumenta a quantidade de jogadores e aqueles que gostarem certeza que irão pagar para ter a experiência completa. O "modo campanha" que estou jogando me parece que adotou aquele sistema de jogos de celular, onde você consegue jogar de graça, mas para ter algumas facilidades você pode comprar os pacotinhos com dinheiro real. Não sei o quanto esse modo é dependente da compra com dinheiro real para conseguir ir longe pois joguei bem pouco para ver até onde vai a dificuldade.



Bem, essas foram minhas breves experiencias com o console até o momento. Estou vendo que não posso depender apenas de baixar os jogos em casas, pois demora muito para baixar esses jogos de 50GB com a internet a manivela que tenho em casa. Acho que vou ter que comprar algumas mídias físicas para diminuir minha sofrência nessa área. Vou tentar me focar agora no TrackMania pois estou afim de fazer reviews do que for jogando no console e vai ser uma forma divertida de treinar mais minha redação contando as experiências que tive enquanto jogava.

No mais é isso.