sábado, 4 de novembro de 2017

Ansiedade na espera do novo console

Fiquei um bom tempo sem postar nada no meu blog, pensei em reativa-lo focando em algum assunto da minha vida. Não que isso seja importante para as outras pessoas, mas preciso ter onde postar algo da minha vida, como um diário aberto.

Desde muito tempo eu não tive um vídeo-game, hoje chamado apenas de console, desde o meu super nintendo eu fiquei no mundo dos PCs e jogos do mesmo, não muito profundamente, mas o que eu conseguia rodar de jogos nos aparelhos que eu tinha. Cheguei a jogar um pouquíssimas num PS3 e PS4 de uns primos meus nesse meio caminho, mas o meu principal aparelho de jogos era no PC.

Atualmente estou com um notebook que tem até que um bom poder gráfico, mas não consegue rodar os jogos atuais de forma decente mesmo nos gráficos mais simples. Então pesquisei inicialmente o preço de peças para um PCs Master Race e o mais em conta e que eu queria montar ficaria por volta de R$ 3.000 de forma bruta, mas teria que gastar com mais um ou outro acessório o que tornaria a compra muita cara, que não tem PC é muito caro começar um PC gamer minimamente interessante hoje em dia.

Uma imagem de diversos consoles com rostos.


Então resolvi voltar meus olhos para os consoles, que no geral estão custando R$1.200 a R$ 2.000, a televisão que tenho em casa já é compatível com os aparelhos e tem muitos jogos que foram lançados nos primeiros anos que estão com boas promoções.

Apesar de gostar da Nintendo e o último console que eu tive era da empresa, e esse ano ter lançado bons exclusivos para o console novo, não me senti atraído em ter o aparelho da empresa. Ela ainda sofre muita resistência das third party em levar jogos para a empresa. Talvez isso mude no futuro, mas sua biblioteca de jogos ainda é pequena. Mas claro se lançarem um jogo principal de pokemon para o aparelho eu serei obrigado a compra-lo no futuro.

Então foquei os olhos nos outros dois consoles, Xbox One S e PlayStation 4 Slim, no geral são bem equivalentes em poder e suporte das third party. O Playstation tem sim mais exclusivos que o Xbox, mas no geral são poucos os que me interessaram (Bloodborn e Last of us) lançados até o momento.

Mas no fim acabei escolhendo comprar um Xbox One S, para ser meu novo console em anos. No geral minha escolha se deve aos serviços que a Microsoft embutiu no seu aparelho. Apesar do lado ruim dos consoles da atual geração ter que pagar para as partidas online, gostei da possibilidade de receber 4 jogos por mês que ficam atrelados na minha conta e com a retrocompatibilidade permitindo jogar jogos antigos e possivelmente me deixando leva-los para a nova geração me cativou a possibilidade de ter uma biblioteca de jogos que vai me acompanhar a vida toda e sempre aumentando.

Falam muito bem da rede online da empresa que tem a conexão mais estável e o download de conteúdo digital mais rápido, isso pode variar de pessoa para pessoa mas achei um ponto positivo para a escolha. Vi que muitos falam mal do controle precisar de pilhas para jogar, mas a pilha recarregável é muito mais seguro e permite uma melhor durabilidade do controle e muito melhor só trocar a pilha quando estiver fraca (claro que usando pilhas recarregáveis) do que ficar conectando cabo no controle.

Bem hoje estou no aguardo do console chegar para ter as primeiras impressões e ver como é ter um aparelho da atual geração e tudo que é possível fazer com o mesmo, explorando suas usabilidades e possibilidades.