quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Resumo do que Gostei da MWC 2016 - 4º dia

Encerrando as minhas postagens sobre os produtos apresentados na MWC e foram divulgados nos sites e outros meios que falam de tecnologia, onde trago algumas informações sobre o produto e faço comentários simples sobre eles no final.

Xiaomi Mi 4S
Configurações:
  • Tela de 5 polegadas, usando a resolução Full HD (1920 x 1080 pixels) para a exibição de conteúdo
  • 3 GB de RAM
  • 64 GB de memória para o armazenamento interno, podendo ser expandida via cartão microSD
  • Chipset Qualcomm Snapdragon 808, feito em arquitetura de 64-bit
  • Processador de seis núcleos, cada um deles rodando a 1,8 GHz
  • Adreno 418 como placa gráfica
  • Câmera principal de 13 megapixels, com autofoco em detecção de fase
  • Câmera frontal de 5 megapixels
  • Suporte ao uso simultâneo de dois chips de operadora (dual-SIM)
  • Acesso às redes 4G LTE
  • Apenas 7,8 milímetros de espessura
  • Peso de 133 gramas
  • Padrão USB Type-C
  • Bateria de 3.260 mAh
  • Android 6.0 Marshmallow como sistema operacional, modificado pela interface própria da Xiaomi, MIUI
  • Preço US$ 260
A Xiaomi apresentou uma segunda versão do seu antigo topo de linha, com um leve update de hardware muito bom, apesar de não ser o melhor da atualidade. O conjunto é de respeito e deve atender a maior arte dos usuários. talvez o que deve ter mais chamado atenção é mesmo o seu preço, que em conversão direta ficaria um pouco acima dos R$ 1.000,00 reais. Acredito que a empresa resolveu lançar uma segunda versão do seu antigo topo de linha para continuar aproveitando a boa otimização da linha de produção, tendo apenas mudanças pontuais em seu hardware.


Xiaomi Mi5 Standard, High, Exclusive
Xiaomi Mi 5 MORE PICTURES
Configurações:
  • Tela de 5,15 polegadas, usando a resolução Full HD (1920 x 1080 pixels) para a reprodução de conteúdo
  • RAM Standard: 3 GB. RAM High: 3 GB. RAM Exclusive: 4 GB.
  • Espaço nativo Standard: 32 GB. Espaço nativo High: 64 GB. Espaço nativo Exclusive: 128 GB.
  • Sem entrada para cartão microSD
  • Suporte ao uso simultâneo de dois chips de operadora (dual-SIM)
  • Chipset Qualcomm Snapdragon 820, incluindo processador de oito núcleos
  • Processador Standard: 1,8 GHz. Processador High: 2,15 GHz. Processador Exclusive: 2,15 GHz.
  • Adreno 530 como placa gráfica.
  • Câmera principal de 16 megapixels, incluindo estabilização ótica de imagem e gravação em 4K
  • Câmera frontal de 4 megapixels, portando sensor de 2,0 mícron
  • Dimensões de 144,5 x 69,2 x 7,25 milímetros
  • Peso de 129 gramas
  • Padrão USB Type-C
  • Bateria de 3.000 mAh
  • Android 6.0 Marshmallow como sistema operacional, modificado pela interface própria da Xiaomi, MIUI
  • Preço: US$ 306 (Standard); US$ 352 (High); US$ 413 (Exclusive)

Gostei do que a Xiaomi fez com seu novo topo de linha. As três versões trazem leve diferenças no hardware, mas faz a diferença de preço entre os mais simples e o mais completo ser mais de US$ 100, e um usuário que não precisa de tanto poder de fogo pode economizar um bom valor e ainda ter um bom aparelho em mãos. O Design do aparelho apesar de ser "inspirado" em concorrentes é muito bonito e bem refinado.

Muitos podem ver como ruim ter deixado "apenas" em Full HD a tela do aparelho, mas eu vejo como um ponto positivo, pois com isso a empresa não sobrecarrega o processador com renderização e torna-o mais rápido para realizar as tarefas. E convenhamos, não faria muita diferença para o usuário se a tela fosse 2K, pelo contrário, poderia até trazer complicações, como falei em outra postagem.

Talvez o ponto negativo que daria para este aparelho é a falta de entrada Micro SD, mas como o mais básico já possui 32GB de armazenamento, talvez não seja tão negativo assim ter perdido esta opção.


-------
Locais de onde tirei as imagens dos produtos e informações de configuração: